Setor de Ciências Biológicas

Disciplina de Fisioterapia aquática promove atividades que envolvem a criatividade e tratamentos no ambiente marítimo

O curso de Fisioterapia da UFPR conta com a disciplina de Fisioterapia Aquática (FA). Em 2022, ela foi coordenada pela professora Vera Lúcia Israel, com estágio docente da mestranda Tainá Christinelli e com monitoria da acadêmica Pâmela Maria Moreira. As atividades práticas ocorreram também em parceria com a equipe de Fisioterapia do Hospital de Reabilitação (HR), coordenada pela fisioterapeuta Doris Zaneti. Também colaboraram nas práticas os mestrandos Giovanna Leveck e André Doliny.

No começo de dezembro, os alunos da disciplina tiveram contato com o Método Halliwick, que estimula criatividade e aspectos lúdicos dentro do aprendizado de conteúdos da disciplina de FA.

O método consiste em um programa de dez pontos na busca da independência da pessoa na água de forma criativa. Com a criação de uma história, se associa aspectos de estimulação psicomotora aprimorando conceitos do processo fisioterapêutico aquático e contribuindo com uma intervenção de FA inovadora para futuros clientes/usuários/pacientes.

A turma foi dividida em duas equipes que elaboraram histórias associadas aos repertórios já conhecidos, como exemplo a do “Bob Esponja” e suas aventuras pela Fenda do Biquíni, dedicada a crianças e adolescentes, e outra sobre as tentativas de “Grinch” para “destruir” o natal, focada em adultos e idosos.

As atividades práticas ocorreram no Hospital de Reabilitação

As atividades práticas ocorreram no Hospital de Reabilitação

Halliwick e Talassoterapia 

Também em dezembro, os estudantes tiveram uma aula de campo na Praia Mansa de Caiobá, em Matinhos, para a prática de talassoterapia, uma forma de intervenção realizada no mar, com a contribuição do ambiente marítimo. As atividades envolveram ambientação sensorial na areia, aquecimento e contato com as águas do mar calmo da região.

A fim de comtemplar todos os indivíduos e seus níveis de adaptação no ambiente, houve também uma breve roda de conversa sobre a talassoterapia; uma vivência para percepção e confiança entre os pares; e finalmente a aplicação dos conceitos do Halliwick em uma gincana de perguntas e respostas. O objetivo foi estimular a independência da pessoa no meio aquático, com os cuidados necessários por se tratar de ambiente marítimo. Quem acertasse a questão poderia ir fazer a prática no mar. De acordo com a professora Vera, “foi excelente o aprendizado, a condução da atividade inovadora trazida pela monitora e a participação da turma”.

A talassoterapia pode ser aplicada por profissionais da área segundo a Resolução n°443 de 3 de setembro de 2014 do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO). Essa terapia apresenta diversos benefícios na profilaxia de indivíduos saudáveis, na prevenção, promoção e reabilitação das pessoas e sua comunidade.

Dinâmica de sensibilização realizada na aula de campo na praia mansa. Fotos - arquivo pessoal

Dinâmica de sensibilização realizada na aula de campo na praia mansa. Fotos – arquivo pessoal

Texto elaborado com informações da professora Vera Lúcia Israel

Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Universidade Federal do Paraná
Setor de Ciências Biológicas
Avenida Coronel Francisco H. dos Santos, 100
Caixa Postal: 19031 - Fone: (41) 3361-1799
Centro Politécnico - Jardim das Américas
CEP: 81531-980 - Curitiba (PR), Brasil

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Ciências Biológicas
Av. Cel. Francisco H. dos Santos, 100
Caixa Postal: 19031 - Fone: (41) 3361-1799
Centro Politécnico - Jardim das Américas
CEP: 81531-980 - Curitiba (PR), Brasil

Imagem logomarca da UFPR

©2024 - Universidade Federal do Paraná - Setor de Ciências Biológicas

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR