Setor de Ciências Biológicas

Projeto de Extensão promove Ginástica para Todos nas redes sociais

A pandemia provocada pelo novo coronavírus modificou as atividades do Projeto de Extensão de Ginástica Artística da Universidade Federal do Paraná (UFPR), que há mais de 20 anos oferta treinamentos para crianças de 6 a 11 anos de Curitiba e região.

No lugar das barras, trave e tablado, entra a criatividade dentro de casa. Alunos de Educação Física estão elaborando vídeos com sugestões de atividades para o público em geral.  A proposta é que até o final do isolamento social, haja um vídeo por semana, veiculado nas páginas do Facebook e do Instagram do projeto. Por esses canais também serão divulgadas mensagens e trabalhos acadêmicos relacionados à ginástica.

A professora Soraya Correa Domingues, coordenadora do projeto, afirma ser importante manter o contato com o público neste momento, ao mesmo tempo em que há a divulgação do conhecimento produzido pelos estudantes. “A produção científica tem um retorno positivo tanto para os pesquisadores acadêmicos como para toda a comunidade, que estão em suas casas mantendo a forma física, emocional e mental saudáveis”.

O trabalho a distância também é uma forma de manter contato com as crianças que participavam dos treinamentos no Departamento de Educação Física antes do isolamento.  Soraya conta que monitores se comunicam por Whatsapp com os pais e responsáveis, que retornam com vídeos das crianças realizando as atividades.

Qualidade de vida

As atividades propostas seguem o conceito de Ginástica para Todos, que tem como fundamentos a ausência de competitividade e o estímulo a potenciais coletivos, sociais e afetivos.  De acordo com Soraya, todo exercício traz benefício para a saúde, pois contribui para o metabolismo e para a imunidade do corpo.

Neste contexto, a professora explica que, ao cuidar do próprio corpo, cada pessoa se preocupa também com sua própria casa, aqui entendida como todos os espaços do planeta. Assim, não é necessário ter grandes espaços nem equipamentos caros para se exercitar. Basta olhar para dentro de si e começar. “Pode ser dentro de casa, na calçada, em um gramado. A gente consegue fazer infinitas coisas com o nosso corpo e trazer benefícios para a saúde”, conclui.

Por João Cubas/ASPEC

Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Universidade Federal do Paraná
Setor de Ciências Biológicas
Avenida Coronel Francisco H. dos Santos, 100
Caixa Postal: 19031 - Fone: (41) 3361-1799
Centro Politécnico - Jardim das Américas
CEP: 81531-980 - Curitiba (PR), Brasil

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Ciências Biológicas
Av. Cel. Francisco H. dos Santos, 100
Caixa Postal: 19031 - Fone: (41) 3361-1799
Centro Politécnico - Jardim das Américas
CEP: 81531-980 - Curitiba (PR), Brasil

Imagem logomarca da UFPR

©2024 - Universidade Federal do Paraná - Setor de Ciências Biológicas

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR